Uma espécie de alquimia, fusão de música e palavra, degustação simbiótica. Pairam questões e flutuam reflexões. Tudo excessivamente degustado sem contra-indicações, como um pós-ébrio, daqueles com Bocas Que Sabem a Papéis de Música.

Bocas Que Sabem a Papéis de Música (104) – Um Novo Élan… e Saia um Coelho da Cartola!

Ao longo destas últimas semanas, o BQSAPDM tem andando meio perdido entre multiversos, galas, fusões e fundamentos para a preservação ou para extinção. Na verdade, ao longo de 104 episódios (105 se contar com o Piloto) lá foi andando, entre perdidos e achados, no encalço de reflexões a propósito e a despropósito de alguma coisa e de nada. A palavra surgiu sempre por efeito da música. É difícil perceber se foi a inspiração que gerou entusiasmo ou se foi precisamente o contrário. Pode dar-se ainda o caso de terem agido juntas. Não faz grande diferença quem chegou primeiro. Foi o conluio perfeito! Nem sempre foram rosas, mas se fosse tudo perfeito, seria de duvidar…
A mesa de mistura do BQSAPDM regista níveis anormais nos mostradores de volume… estão todos no vermelho! Não há outra saída, só a da porta de entrada. Sem meios para contornar essa necessidade auto-imposta, não lhe resta alternativa que não seja, a de se reinventar… e para isso vai ter de desencantar um novo élan… Mas sacar um coelho da cartola é mais fácil de dizer do que de fazer. O BQSAPDM nem imagina a trabalheira que será voltar a pô-lo lá dentro. Não será com certeza mais fácil de fazer do que de dizer… E nem imagina como será recriar-se ao fim de dois anos sem que a reformulação altere profundamente o modelo de identidade que fez dele, ele… o BQSAPDM. Espera, honestamente, que o coelho não seja maior que a cartola…

Autoria, Locução & RealizaçãoLady Jane Doe & Retroneofora
ProduçãoO Mau Produtor

Editorial:
Semanalmente, aos Domingos na Irreversível, Bocas Que Sabem A Papéis De Música

Deixar um comentário

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE