Radiografia dá a conhecer novos compositores da cidade de Braga que desenvolvem trabalho na música contemporânea.

Em resposta ao aparecimento de um conjunto de jovens compositores nos últimos anos em Braga, e como antecipação do futuro artístico da cidade, o gnration apresenta Radiografia, uma perspetiva sobre os novos e mais interessantes compositores bracarenses. Ancorados no vasto domínio da música contemporânea, os trabalhos dos diferentes autores apontam para diferentes coordenadas, da música operática à acusmática, e a diferentes tipologias de interpretação, de solos a ensembles de larga escala.

Depois de um primeiro volume de apresentações em março de 2019, que incluía novos trabalhos de Jorge Ramos, Pedro Lima, Sara Marita e João Carlos Pinto, o ciclo Radiografia regressa este sábado, às 22 horas, ao palco do gnration com um novo espetáculo do músico e compositor bracarense João Carlos Pinto.

Ad Hominem” apresenta-se como uma espécie de performance motivacional em que se simula um organismo completamente conectado. Em palco, um performer humano está ligado a todos os seus ‘eu’ digitais (som, luz e vídeo) através de sensores de movimento, anexados ao seu corpo. A narrativa da obra evolui de forma estocástica, materiais pré-compostos são manipulados em tempo-real tanto pelo humano em palco como por um oráculo de inteligência artificial (IA). Toda a peça foi uma cocriação entre João Carlos Pinto e uma série de redes neuronais artificiais (RNAs). João Carlos Pinto formou-se no Conservatório Gulbenkian de Braga e na Escola Superior de Música de Lisboa. É Jovem Compositor Associado – Teatro Nacional S. Carlos, Companhia Nacional de Bailado.

Joao Carlos Pinto | foto © Marianne Harlé

O ciclo Radiografia voltará a palco a 17 de junho, com a estreia de uma nova peça do pianista e improvisador José Diogo Martins. “Pod”, uma proposta a solo que retrata uma metamorfose de “Points”, o primeiro solo do músico, que estreou em 2021. Se “Points” se caracterizava pela exploração crua da relação do intérprete e criador com o piano, partindo de pontos abstratos que ressoem naturalmente com o instrumento, “Pod” vem acrescentar a componente eletrónica. Desta vez, José Diogo Martins parte numa missão expansiva desta ressonância do instrumento e vira-se para uma resposta acústica interna; uma espécie de cápsula com lã-de-rocha a combater o exterior e mármore a ampliar o interior numa tentativa de ouvir o presente interno repleto de memórias que tentam exprimir algo. José Diogo Martins colabora com nomes como Pedro Melo Alves, Lumina, Miguel Rodrigues, Mané Fernandes e Emmy Curl, e é ainda solista convidado da Orquestra Jazz de Matosinhos.

José Diogo Martins


RADIOGRAFIA:

Radiografia #2 ­
João Carlos Pinto apresenta “Ad Hominem” 
13 maio, sábado, 22:00, 5 eur 
blackbox 
m/16 

Radiografia #3
José Diogo Martins apresenta “Pod” 
17 de junho, sábado, 22:00, 5 eur 
blackbox 
m/6 


Os bilhetes podem ser adquiridos em https://gnration.bol.pt, balcão gnration e locais habituais.


*foto de capa © Marianne Harlé

Deixar um comentário

ESTE ESPAÇO PUBLICITÁRIO
PODE SER TEU CONTACTA-NOS

logonovaguas
logotipo roupaderua
okilled
logoHDChefe
conceitos-diferentes
ESRadio
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE